Mamãe & Bebê | Exercícios pélvicos durante a gestação
04/12/2018
Enurese na infância e tratamento fisioterapêutico
18/12/2018
Mostrar tudo

Adaptado por Aline Lage

Alguns falam que o parto vaginal altera a vagina, peraí. Você é uma vagina?

Você sabia que ao longo da maturidade, do envelhecimento ocorrem alterações? Que o fato de gestar também altera esta musculatura?

O períneo é a região localizada entre a vagina e o ânus, que sustenta todos os órgãos pélvicos. Ele é muito exigido durante a gravidez, por conta do sobrepeso. E no parto, já que o bebê passa através dele para nascer, seu papel é de protagonista.

Isto tudo já é uma razão suficiente para investir em exercícios para essa musculatura, ao longo dos nove meses e também no período puerperal.

Vale ressaltar que o sobrepeso da gravidez é apenas um dos fatores de risco para disfunções do assoalho pélvico. Obesidade, prisão de ventre e atividades físicas de impacto também contribuem para minar o tônus muscular.

Após 30 dias do parto o ideal é que a puérpera vá ao ginecologista e também ao fisioterapeuta especialista em saúde da mulher ou em fisioterapia pélvica ou fisioterapia em uroginecologia clínica. Desta forma após a avaliação fisioterapêutica no pós-parto definimos os passos a seguir um deles é a reabilitação dos músculos do períneo e abdominal, com exercícios de contração de períneo e também de Ginástica Abdominal Hipopressiva. Os exercícios variam de leve a avançado tanto os pélvicos quanto os hipopressivos.

É recomendado para aliviar o stress, o cansaço, os desconfortos provocados por más posturas. Pode começar por pequenas caminhadas num ritmo leve de 15 minutos.

Os abdominais tradicionais não são os mais adequados para recuperar do parto pois produzem aumento da pressão na zona abdominal e pélvica. Eles pioram os sintomas de perda urinária e também de dores lombares, comuns quando temos os Músculos do Assoalho Pélvico (MAPs) e abdominais, fracos.

Os exercícios hipopressivos atuam na:

  • Prevenção de hérnias vaginais e incontinência urinária;
  • Melhora a vascularização dos membros inferiores e da pelve;
  • Melhora a postura;
  • Diminui circunferência abdominal;
  • Melhora percepção dos MAPs.

O mais importante é você saber que existe um profissional, no caso o fisioterapeuta e ele está apto a te instruir a retornar as Atividades de Vida Diária, a terem uma percepção global das mudanças ocorridas na gestação e o que é preciso realizar para adequar a rotina com bebê e o cuidado consigo.

Agende uma avaliação para podermos ajuda-la neste processo!

NÚCLEO DIGESTIVO
Rua Cedro . nº 230 . Consultório 04 . Bairro Horto . Ipatinga | MG
(31) 3668.6060 | Whatsapp (31) 98938.7384
[email protected] | www.alinelage.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>